Header image alt text


Andebol – Estamos no bom caminho!

Em 2013 o Departamento de andebol reforçou-se e os resultados melhoraram a olhos vistos. O entusiasmo que rodeia as equipas é grande. A qualidade do andebol praticado continua a melhorar. Reforçámos a vertente da formação criando a Escola de Andebol do Alto do Moinho. Com esta medida estamos a aplicar de uma forma estruturada vários princípios que sempre estiveram presentes no nosso projeto, mas que lhes faltava uma base organizacional para os levar à prática. Associados à Escola, entrou em vigor o respetivo Regulamento e introduzimos vários procedimentos conducentes a associar à prática do andebol pelas nossas crianças e jovens, comportamentos e práticas próprias de uma Escola. Antes estava na nossa mente que o mais importante era formar futuros cidadãos que sejam campeões para a vida. Agora essa ideia tem um funcionamento estruturado para a levar à prática.

A ligação entre os escalões também se reforçou. Muito recentemente, alguém falava na equipa dos dirigentes de andebol do Alto do Moinho, traduzindo uma prática de colaboração mútua e de entreajuda notáveis. Também a criação da equipa de treinadores do Alto do Moinho foi um objetivo do início da época, criando uma psicologia de funcionamento em que uma vitória ou uma derrota em um dos escalões é uma derrota ou uma vitória sentida por todos os escalões como sendo sua. Neste caso ainda há um caminho a percorrer, mas queimar etapas nunca foi o melhor caminho para atingir o objetivo.

Neste ano, os nossos seniores conseguiram alcançar o objetivo da época. Regressaram à Segunda Divisão de onde tinham saído na época anterior. Na época que agora decorre, com uma equipa renovada com muita juventude com um enorme potencial de progressão, está a dar conta do recado e, nesta altura, está a numa classificação que nos permite ter uma confiança muito forte na manutenção na Segunda Divisão, o objetivo traçado no princípio da época.

Os juniores também estão a conseguir resultados dentro das expetativas. Depois da esmagadora maioria dos atletas da época anterior terem saído, hoje temos uma equipa formada maioritariamente por jogadores muito jovens oriundos da nossa formação. Estamos convictos que vamos conseguir a manutenção na Divisão maior do andebol nacional neste escalão. Também esta equipa tem uma margem de progressão enormíssima. Assim continuem a trabalhar tal como o têm feito até aqui.

Os juvenis, depois de nos últimos anos se cotarem como uma das melhores equipas do Distrito, assumiram-se esta época como a melhor equipa desta região e são mais uma vez, fortes candidatos às fases seguintes. Vamos ver se é desta que conseguimos a almejada subida à Primeira Divisão. O fantástico grupo de trabalho que constitui este escalão dá-nos a certeza que as alegrias que nos tem dado vão sofrer um incremento significativo num futuro muito próximo. Este numeroso grupo constituído por duas equipas (uma está a disputar o Campeonato de juniores organizado pela Associação de Andebol de Lisboa) revela uma atitude magnífica de entrega, vontade em evoluir e uma humildade própria dos grandes campeões.

Os iniciados constituem uma equipa que está a dar nas vistas. Nesta época conta por vitórias todos os jogos realizados e a continuar assim vai longe nas competições oficiais em que está envolvida. Com um grupo de trabalho numeroso e motivado, foi possível inscrever duas equipas no Torneio de Abertura da Associação de Andebol do Distrito de Setúbal. Equipas que ocuparam os dois primeiros lugares do Torneio, uma sem derrotas e a outra apenas com uma derrota no jogo onde se enfrentaram as nossas duas equipas. Este fato diz bem do excelente trabalho que estamos a realizar nos nossos escalões de formação e que a prazo se refletirá nos escalões etários mais elevados.

Os infantis, em termos competitivos deram nas vistas na época que acabou em junho último. Apurados para o Encontro Nacional sem quaisquer derrotas, eram apontados com estando entre os favoritos para vencer essa competição. Acabámos por conquistar um honroso 3º lugar mas como balanço ficou a ideia que os nossos jogadores tinham qualidade para irem mais longe. Pensamos ter sido decisiva alguma falta de experiência do CCRAM em competições ao mais alto nível. A época que decorre também está a revelar uma equipa que se destaca das demais no Distrito e é uma forte candidata a chegar ao Encontro Nacional que se realiza no final da época. Dispomos de duas equipas a disputar o Campeonato Regional, uma delas sendo constituída maioritariamente por atletas do escalão de minis, o que lhes permite ganhar desde já alguma qualidade competitiva.

Os minis e os bambis são escalões com uma elevada participação. É bonito de se ver dezenas de crianças entusiasmadas a treinar e jogar onde o objetivo é o prazer, o divertimento e o fortalecimento de uma ligação emocional ao andebol, que é uma premissa para o futuro êxito individual e coletivo desta modalidade.